Calor superior a 50ºC mata mais de mil pessoas durante peregrinação a Meca

Sob um calor superior a 50ºC, o número de mortos durante a peregrinação muçulmana a Meca, na Arábia Saudita, ultrapassou a marca de mil pessoas. A informação foi divulgada pela agência de notícias AFP nesta quarta-feira, 20. Até agora, foram registrados 1.081 óbitos de indivíduos oriundos de dez países diferentes desde o início da peregrinação na semana passada.

De acordo com a notícia, aproximadamente 658 dessas mortes ocorreram entre peregrinos do Egito. No entanto, um diplomata árabe revelou que pelo menos 630 vítimas não possuíam autorização para participar da peregrinação.

Meca é a principal cidade sagrada do Islã e um dos cinco pilares da religião islâmica. Durante este período, apenas muçulmanos têm permissão para entrar na cidade, razão pela qual o governo saudita emite vistos para estrangeiros. A cada edição, milhares de fiéis tentam participar sem autorização.

No início de junho, as forças de segurança informaram que removeram mais de 300 mil peregrinos não autorizados de Meca. No entanto, parece que muitos fiéis ilegais conseguiram participar do evento clandestinamente, sem as devidas condições de segurança.

Fonte: Jornal Opção