17 de setembro de 2021, 04:09h

Americano que zombava das vacinas morre de covid-19

BBC Brasil – Um homem da Califórnia que zombava das vacinas contra a covid-19 em redes sociais morreu após uma batalha de um mês contra o vírus. Stephen Harmon, membro da igreja Hillsong, era um oponente vocal das vacinas, e publicava uma série de piadas sobre não não tomá-las.

“Tenho 99 problemas, mas a vacina não é um deles”, tuitou o jovem de 34 anos para seus 7.000 seguidores em junho.

Ele recebeu tratamento para pneumonia e covid-19 em um hospital nos arredores de Los Angeles, onde morreu na quarta-feira (21). Nos dias que antecederam a morte, Harmon documentou sua luta para permanecer vivo, postando fotos de si mesmo em sua cama de hospital. “Por favor, orem todos vocês, eles realmente querem me entubar e me colocar em um respirador”, disse ele.

Em seu último tuíte, na quarta-feira, Harmon disse que seria intubado. “Não sei quando vou acordar, por favor, orem”, escreveu ele.

Apesar de sua luta contra o vírus, Harmon ainda dizia que rejeitaria ser vacinado, afirmando que sua fé religiosa o protegeria.

Antes de sua morte, ele brincou sobre a pandemia e as vacinas, compartilhando memes dizendo que confiava na Bíblia, e não no mais conhecido especialista em doenças dos EUA, o médico Anthony Fauci.

O fundador da igreja Hillsong, Brian Houston, confirmou a notícia de sua morte em um tuíte. “Ben acaba de nos transmitir a notícia devastadora de que nosso querido amigo, Stephen Harmon, faleceu em decorrência da covid. É de partir o coração”, disse Houston.

Pelo Instagram, ele prestou homenagem a Harmon. “Ele era uma das pessoas mais generosas que conheço e tinha muito pela frente”, escreveu Houston. “Ele sempre comparecia aos jogos de futebol de nossos netos e fará falta para muitos. Descanse em paz.”

Ele acrescentou que a igreja incentiva seus membros “a seguirem as orientações de seus médicos”. A Califórnia viu um aumento nos casos de Covid-19 nas últimas semanas, sendo a maioria dos casos levados a hospitais de não vacinados.