25 de julho de 2021, 16:19h

Manuela D’Ávila aparece como morta em cadastro do SUS

No cadastro da ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB) no Sistema Único de Saúde (SUS) consta que ela está morta desde 2018. A descoberta foi feita pela própria ex-candidata à prefeita de Porto Alegre em 2020. Ela usou as redes sociais para falar sobre o assunto ontem (20). De acordo com Manuela, ela ficou sabendo quando foi se vacinar contra a covid-19 há uma semana.  Nas redes sociais, Manuela compartilhou uma foto da página dela no SUS na qual é possível ver uma data de óbito: 14 de outubro de 2018.  A ex-candidata à vice-presidência da República disse acreditar que o erro pode ter ocorrido após um suposto ataque hacker em 2019, quando dados pessoas de 2,4 milhões de pessoas foram vazados. Ela informou que percebeu o erro quando foi se vacinar, em 7 de julho. Na ocasião, os profissionais de saúde fizeram um registro manual.