24 de outubro de 2021, 19:43h

‘Não admito questões de gênero em livros didáticos’, diz ministro da Educação

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, declarou que não admite questões de gênero em livro didáticos para crianças de 6 anos, além de fazer um balanço do primeiro ano de sua gestão à frente do Ministério da Educação (MEC).

A declaração foi feita em cerimônia de lançamento do cronograma para a implantação do novo Ensino Médio no país, no auditório do Inep.

“Não vou permitir que em livros didáticos a gente posso levar questões de gênero para crianças de 6 anos de idade, tudo tem o seu tempo certo, não podemos violentar a inocência das crianças” declarou.

“Respeito as decisões dos adultos, mas discordo de falar para uma criança que ela pode ser menino ou menina aos 6 anos de idade, esse é um compromisso de valores que nosso governo tem e não vamos abrir mão”, continuou.

“Temos 38 milhões de alunos na educação básica pública no país, alguns países não tem esse número de habitantes, tenho 54 mil escolas rurais que não tem eletricidade, 4 mil escolas sem água e 3 mil sem esgoto, mas só se pensa em internet e o que eu estava querendo dizer quando apoiei o veto (presidencial à internet nas escolas) é que temos de trabalhar com cautela, temos responsabilidade com recurso público”, declarou ao fazer um balanço do primeiro ano à frente do MEC.

Ribeiro também voltou a pedir o retorno das atividades presenciais e destacou que o novo Ensino Médio deve melhorar os índices de avaliação da educação do país. “Acredito nesse projeto e tenho certeza que será muito importante para os estudantes de todo o Brasil.”