1 de dezembro de 2021, 20:43h

Condenado por latrocínio em SP é preso em Goiás

A Polícia Civil, por meio do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Itumbiara, efetuou, no final da manhã desta terça-feira (23), a prisão de dois indivíduos de 21 e 23 anos pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo, falsa identidade e falsificação de documento público.

Os investigados já vinham sendo monitorados pela Polícia Civil em razão de informações de que mantinham um ponto de venda de drogas no bairro Novo Horizonte, Itumbiara, sul do Estado. Após intenso trabalho investigativo, apurou-se que as drogas, insumos e invólucros eram armazenados em outro imóvel no Jardim Europa. Nos locais foram apreendidas diversas porções de cocaína de alto grau de pureza, vulgarmente conhecida como “escama de peixe”, além de insumos e invólucros usados no preparo e embalo da droga e uma arma de fogo calibre .38 e munições.

Durante a ação, um dos indivíduos se identificou falsamente aos policiais, contudo, no momento de sua prisão, apurou-se que se tratava de um foragido do Estado de São Paulo, condenado a 20 anos de prisão pela prática de latrocínio, crime que ceifou a vida do filho de um serventuário do Poder Judiciário da Comarca de Pitangueiras (SP), durante um roubo no ano de 2019.

Um dos investigados, que já possuía anotações criminais por tráfico de drogas e receptação, foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de munição; enquanto o outro indivíduo foi autuado por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo, falsa identidade e falsificação de documento público, além de ser dado cumprimento ao respectivo mandado de prisão em seu desfavor pela condenação do crime de latrocínio. Os autuados foram recolhidos na Unidade Prisional da região, onde permanecerão à disposição da Justiça. As informações são da Polícia Civil.