20 de janeiro de 2022, 11:42h

Desmond Tutu, arcebispo da África do Sul e vencedor do Nobel da Paz, morre aos 90 anos

O arcebispo da África do Sul Desmond Tutu, vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1984 por seu ativismo contra o regime racista de segregação do “Apartheid”, morreu hoje (26) aos 90 anos, na Cidade do Cabo. Em nota divulgada pelo governo sul-africano, o presidente Cyril Ramaphosa confirmou a morte do respeitado líder religioso anglicano e enviou suas condolências à família Tutu. Ramaphosa descreveu Tutu como um “patriota incomparável” e um “homem de intelecto extraordinário” que manteve sua integridade na luta contra as “forças do apartheid”. Na democracia, Ramaphosa observou que Tutu manteve o “vigor” e a “vigilância” da liderança para responsabilizar as instituições.