24 de outubro de 2021, 18:04h

Ilhas Canárias: Lava do vulcão Cumbre Vieja desce lentamente para o mar

As colunas de lava do vulcão Cumbre Vieja continuam engolindo tudo o que encontram em seu caminho, na lenta descida para a costa da ilha de La Palma, no arquipélago espanhol das Canárias (sudoeste), gerando preocupações pela possível emissão de gases tóxicos.

Uma retomada da atividade do vulcão, que entrou em erupção no domingo (18) à tarde, obrigou a remoção de outras 500 pessoas na noite de segunda-feira, totalizando 6.000 deslocados nesta ilha em frente à costa noroeste da África.

A lava “avança implacavelmente para o mar”, lamentou o presidente da região canária, Ángel Víctor Torres, que descreveu “a impotência diante do avanço dessa ‘lavagem’ (…) que já levou casas nesta região dedicada à agricultura, e que continuará levando outras casas em seu trajeto até o mar”.

As impressionantes línguas de lava cinzas e laranjas continuam descendo lentamente do vulcão, destruindo árvores, estradas e casas em seu caminho, segundo as imagens publicadas por autoridades e moradores.

Por enquanto, a erupção do Cumbre Vieja destruiu 166 construções e a lava cobre 103 hectares de La Palma, segundo o sistema europeu de observação espacial Copernicus, que publicou no Twitter uma imagem de satélite da ilha com as áreas afetadas.