24 de outubro de 2021, 18:10h

Padre renuncia a cargo na Igreja após ser descoberto em aplicativo LGBT

De acordo com o The Washington Post, dados de localização de um telefone celular, obtidos e vazados por corretores de informações, podem ter levado à suposta saída e renúncia de um padre que trabalhava para a Conferência de Bispos Católicos dos EUA. Segundo a publicação, os dados de tráfego que estavam ligados ao padre e indicavam quando e onde ele estava usando o aplicativo de namoro LGBTQIA+ Grindr foram compartilhados com a instituição onde o religioso trabalhava como secretário geral.