Brazil Urgente

Portal de Notícias em geral

Pai de Neymar acusa chuteiras Nike por lesões

Uma reportagem do jornal americano The Wall Street Journal no último dia 27, apontou que a Nike rompeu contrato com Neymar porque o jogador do PSG se recusou a cooperar com uma investigação iniciada após uma funcionária da empresa acusá-lo de assédio sexual. Em nota enviada ao jornal, a assessoria de Neymar negou e disse que o atacante vai “se defender vigorosamente desses ataques sem fundamento caso alguma denúncia formal seja apresentada, o que não aconteceu até agora”. A PLACAR, o pai do jogador deu sua versão sobre o rompimento do contrato.

“Meu amigo, liga para a Nike, e pergunte se o destrato foi sobre esse assunto. E outra coisa, a matéria fala que o caso é de 2016? O Neymar saiu da Nike no ano passado, é estranho essa denúncia aparecer agora, né? Por quê? Só após sair ela está preocupada? A gente não consegue entender. Vamos ter de averiguar isso, por enquanto não temos nada contra o Neymar, não temos que nos preocupar. Se a Nike realmente está se manifestando dessa forma ela vai ter a posição dela e nós vamos ter a nossa. Vai ser uma briga grande, pode ter certeza, e a gente gosta dessas”, afirmou o pai e empresário do jogador da seleção brasileira, em contato telefônico.

Neymar pai negou que o rompimento tenha sido motivado por uma denúncia de assédio. “Se você ficar sem receber você continua na sua empresa, meu amigo? É simples assim. Quando a Nike não honrou os pagamentos que estavam em atraso alegando um monte de situação a gente rompeu. Simples assim”, afirmou. Questionado sobre os motivos, Neymar disse que a rixa com a empresa teve início devido a reclamações do atleta sobre a chuteira da fornecedora americana, que seria a causadora de suas lesões.