17 de setembro de 2021, 03:48h

Pesquisadores brasileiros testarão canabidiol no tratamento da covid longa

Cientistas brasileiros preparam o primeiro estudo de fase 3, com testes em seres humanos, sobre os efeitos do canabidiol medicinal no tratamento da síndrome pós-covid-19. Ela ocorre quando alguns sintomas persistem 60 dias ou mais após o início da doença. Especialistas acreditam que o canabidiol, um dos princípios ativos da Cannabis (maconha), seja eficaz na redução de problemas relatados pelos pacientes. Eles incluem fadiga, fraqueza muscular, insônia, dores de cabeça e problemas psiquiátricos, como depressão e ansiedade. Parte desses sintomas persistentes decorre de uma resposta imunológica exagerada do organismo ao vírus. Essa reação, por sua vez, leva ao desequilíbrio da produção de proteínas do sistema imunológico, as citoquinas. A ideia é recrutar cerca de mil voluntários para o estudo, previsto para começar em outubro deste ano.