Brazil Urgente

Portal de Notícias em geral

PF prende o secretário de saúde do Amazonas e faz busca e apreensão na casa do governador

Marcellus Campelo foi preso acusado de privilegiar empresário em contratações do hospital Nilton Lins.

O dono do hospital Nilton Lins, Nilton Costa Lins Junior recebeu a PF com tiros e se escondeu n consulado da Suécia em Manaus.

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quarta-feira (2), o secretário de Saúde do estado do Amazonas, Marcellus Campelo, e realiza buscas contra o governador Wilson Lima. A ação investiga desvios de recursos federais na área da saúde, por meio de contratos fraudulentos.

Foram cumpridos seis mandados de prisão temporária e 19 de busca e apreensão em Manaus e Porto Alegre. As ordens foram expedidas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também determinou o sequestro de bens que superam os R$ 22,8 milhões.

A ação de hoje é o início da quarta fase da Operação Sangria e apura a participação da cúpula do governo amazonense no favorecimento de um grupo de empresários da região para o fornecimento de materiais e serviços ao hospital de campanha Nilton Lins.

De acordo com a PF, “contratos das áreas de conservação e limpeza, lavanderia hospitalar e diagnóstico por imagem, todos os três firmados em janeiro de 2021 com o Governo do Amazonas, cujos serviços são prestados em apoio ao hospital de campanha, contêm indícios de montagem e direcionamento de procedimento licitatório, prática de sobrepreço e não prestação de serviços contratados”.

As investigações também apontam que o hospital Nilton Lins “não atende às necessidades básicas de assistência à população atingida pela pandemia COVID-19, bem como coloca em risco de contaminação os pacientes e os funcionários da unidade”.

O secretário, o governador e os demais alvos da ação poderão responder pelos crimes de peculato, fraude à licitação e participação de organização criminosa, cujas penas podem chegar a 24 anos de prisão.

Fonte: Diário do Poder