24 de outubro de 2021, 18:02h

“Temos a família tradicional como fundamento da civilização”, diz Bolsonaro na ONU

Repercute na internet o discurso de Jair Bolsonaro na abertura da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que aconteceu na manhã desta terça-feira (21), nos EUA. Ele afirmou que o Brasil mudou, após janeiro de 2019.

“Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões. O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019. Estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção”, iniciou o presidente.

No início de seu discurso, Bolsonaro afirmou que o Brasil tem um presidente “que acredita em Deus, respeita a Constituição e seus militares, valoriza a família e deve lealdade a seu povo”.

Bolsonaro também disse que o país vai conceder visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e juízes do Afeganistão, que foi tomado pelo grupo terrorista Talibã. Além disso, o presidente destacou que a família tradicional é “como fundamento da civilização” e defendeu a liberdade de expressão e de culto.

“Temos a família tradicional como fundamento da civilização. E a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e expressão”, disse.

O presidente disse na ONU que o governo apoia a vacinação, mas afirmou que tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada à vacina. Além disso, defendeu o tratamento precoce.

“Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina. Eu mesmo fui um desses que fez tratamento inicial. Respeitamos a relação médico-paciente na decisão da medicação a ser utilizada e no seu uso off-label. Não entendemos porque muitos países, juntamente com grande parte da mídia, se colocaram contra o tratamento inicial. A história e a ciência saberão responsabilizar a todos”, afirmou.

Fonte: Portal do Trono