Brazil Urgente

Portal de Notícias em geral

Violentada na CPI da Pandemia, Drª Nise Yamaguchi se emociona em vídeo com Magno Malta: “sou do gabinete da vida”.

Defensora do tratamento precoce na Covid-19, Nise Yamaguchi destaca que a verdade, mesmo sendo falada por poucos continua sendo verdade, e a mentira mesmo sendo falada por muitos continua sendo mentira.

A médica imunologista e oncologista Nise Yamaguchi, que foi extremamente achincalhada na CPI da Pandemia, tem vivido momentos de grande tristeza depois de ter passado por inúmeras humilhações por senadores da república que a desrespeitaram como médica, como cientista e como mulher idosa. Drª Nise viveu um verdadeiro massacre cruel e covarde de narrativas, uma vez que sequer pode completar um raciocínio quando lhe inquiriram na fatídica comissão.

A médica brasileira, premiada no mundo inteiro, é defensora do tratamento precoce na Covid-19 e tem dezenas de estudos sérios que provam a eficácia deste tratamento, mas que em função da narrativa negacionista da maioria dos integrantes da CPI da Pandemia, estes estudos foram deixados completamente de lado.

Ao humilhar uma médica conceituada, uma mulher idosa de educação ímpar, os senadores da CPI da Pandemia ultrapassaram todos os limites da politicalha, do poder pelo poder, do vale tudo para se darem bem.

Em vídeo com o ex-senador Magno Malta, Drª Nise Yamaguchi se emocionou ao comentar sua passagem pela CPI da Pandemia, mas sem perder sua calma e sua finesse. Drª Nise disse que aceitou convite da CPI porque entendia que ali seria uma grande oportunidade de mostrar para o Brasil que o tratamento imediato contra a Covid-19 funciona e salva vidas.